JOSÉ CARLOS ARAÚJO
PERFIL

José Carlos Lopes de Araújo nasceu no dia 7 de maio de 1940, no bairro do Grajaú, Rio de Janeiro. Passou sua infância em Vila Isabel, de onde aos seis anos de idade fez sua primeira transmissão: uma partida de botão. A brincadeira virou paixão e o menino foi se afastando cada vez mais da medicina e da diplomacia, profissões que seus pais desejavam que seguisse.

Formou-se em Geografia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e se dedicou ao magistério até se aposentar como professor do Estado do Rio de Janeiro. Em uma escola no bairro do Bangu, deu aulas durante 14 anos. Mas há mais de 40 anos se dedica a uma paixão: o jornalismo esportivo.

Aos 14 anos começou a trabalhar como repórter de rua na Rádio Continental e depois como locutor da Rádio Eldorado. Começou com programas de estudantes na Rádio Nacional, como o Clube Juvenil Toddy, e na Rádio Roquette Pinto, Bandeirantes no Ar. Profissionalizou-se aos 16 anos como locutor comercial e repórter, passando pela Rádio Metropolitana e pela Rádio Continental.

Em 1963, entrou para a Rádio Globo como repórter e plantonista. Em 1974, quando foi o locutor da Copa do Mundo da Alemanha, passou a ser reconhecido como Garotinho. O famoso apelido veio pelo fato de ele chamar a todos de garotinho. Também dessa época surgiu a sua marca registrada, o “Sou eu!”.

Ficou na emissora até 1977, quando voltou para a Rádio Nacional. Sete anos mais tarde, retornou para a Rádio Globo, onde foi repórter, locutor esportivo, contato de publicidade e diretor, cargo que deixou em 2004 ao fazer um acordo com a empresa. José Carlos Lopes Araújo prestou serviços para a Rádio Globo através de sua própria empresa – a JCA Produção e Publicidade –, narrando os jogos do futebol carioca e apresentando o Globo Esportivo, no Rio de Janeiro. Também assinava o Blog do Garotinho com notícias sobre esporte.

Participou de Copas, Olimpíadas e de coberturas esportivas importantes, nacionais e internacionais, tendo tido experiências em diversas modalidades, não apenas no futebol.

Na televisão, apresentou durante 14 anos o programa Mesa Redonda Rio, extinto em 2007, na CNT. Em 2008, apresentou na TV Bandeirantes, o Jogo Aberto Rio. Também é comunicador das rádios Bradesco Esportes, Bandnews FM e apresentador do Donos da Bola. Desde 2012, assina uma coluna semanal no jornal Metro sobre esportes, na qual comenta os destaque da rodada e analisa os desafios dos times cariocas.

Em fevereiro de 2014, foi contratado pela RadioTransamérica para trabalharcom a emissora. O jornalista Rodrigo Taves narrou a sua trajetória de vida no livro Paixão pelo Rádioa biografia de José Carlos Araújo.